Com redução do IPI, veja como ficam os preços dos carros mais vendidos

Com IPI reduzido, veja como ficam os preços dos carros mais vendidos

O Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) sofrerá uma redução de até 25% das alíquotas gerais, conforme anunciou o governo federal. Como o próprio nome sugere, a tarifa é aplicada em produtos diversos da indústria nacional, que vão desde eletrodomésticos até carros. Para este último, é possível que haja uma queda nos preços de 0 km em breve.

Leia mais: Quais produtos se tornarão mais baratos após a redução de 25% no IPI?

Mas apesar das políticas de incentivo à retomada da economia e ampliação da produtividade, a previsão é que alguns veículos não atingirão o valor máximo de reduções. Neste caso, o bônus para produtos do setor automobilístico tende a atingir os 18,5% de baixa.

A expectativa é de que o imposto calculado para carros com motor 1,0 caia dos atuais 7% para 5,7%-uma diferença de 1,3% no valor final do automóvel. Já no caso dos modelos com motores mais potentes, o cálculo da redução levará em consideração a regra pré-estabelecida do IPI.

Preços dos 10 carros mais vendidos após redução do IPI

Veja abaixo uma lista de 10 veículos mais vendidos que cairão em preço com a redução do IPI. As informações são do portal Estadão:

  • Fiat Strada: De R$ 94.074 R$ 92.851 (poupança de R$ 1.222);
  • Hyundai HB20: De R$ 74.590 R$ 73.620 (economia de R$ 969);
  • Fiat Argo: De R$ 73.817 R$ 72.854 (economia de R$ 959);
  • Jeep Renegade: De R$ 128.115 R$ 126.449 (economia de R$ 1665,50);
  • Chevrolet Onix: De R$ 73.890 R$ 72.929 (economia de R$ 960,57);
  • Jeep Compass: De R$ 164.280 R$ 164.280 (economia de R$ 2.135);
  • Fiat Toro: De R$ 142.573 R$ 140.719 (economia de R$ 1.853);
  • Volkswagen Gol: De R$ 69.790 R$ 68.882 (economia de R$ 907);
  • Fiat Mobi: De R$ 62.950 a R$ 62.131 (economia de R$ 818);
  • Hyundai Creta: De R$ 121.690 R$ 120.108 (economia de R$ 1.581).
  • Quando começa a valer a redução de impostos?

    De acordo com o decreto de 10.979, publicado no Union Journal, a medida já começa a valer a partir desta semana. No entanto, ainda não se sabe quando o consumidor vai começar a ver de fato uma redução nos preços dos veículos, mesmo apesar do anúncio. A previsão é que a mudança venha em primeiro lugar em setores menores e suba gradativamente.

    Vale destaca que, há 10 anos, houve também uma redução no IPI, responsável por promover vendas recorde de veículos no mercado brasileiro. Nesse meio tempo, passado esse período, a indústria recuou e voltou a mostrar números menos expressivos.

    %d blogueiros gostam disto: